Salvador, 20 de Agosto de 2018 - Tel: (71) 2104-1959

20/11/2017

Saiba quem são os homens de confiança de Temer que estão sob suspeita

O presidente Michel Temer (PMDB) mantém ao seu lado homens que também estão sob suspeita. Entre eles, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o senador Romero Jucá. A lista foi feita pela coluna Poder, da Folha. Confira abaixo: Lúcio Funaro Apontado como operador do PMDB da Câmara dos Deputados e principalmente do ex-deputado Eduardo Cunha. Após meses de negociação, fechou em agosto sua delação premiada, já homologada pelo STF. Seus relatos foram utilizados na segunda denúncia da PGR contra Temer. É réu em um processo. José Yunes Amigo do presidente, o advogado é um dos seus principais conselheiros políticos. Foi alçado a assessor especial no início do governo, mas pediu demissão após ter seu nome citado por delatores da empreiteira Odebrecht. Foi citado no relatório sobre o "quadrilhão", após ser apontado por delatores como ponte para o recebimento de dinheiro da Odebrecht para o PMDB. É alvo de uma investigação, mas não é réu. Geddel Vieira Lima Alvo de duas investigações, foi o principal articulador do presidente no Congresso no primeiro ano da gestão Temer. Como ministro da Secretaria de Governo, tinha carta branca para negociar cargos e emendas. Preso sob a suspeita de tentar atrapalhar investigações, migrou em julho para prisão domiciliar, mas foi preso de novo após a apreensão de R$ 51 milhões em um apartamento atribuído a ele. Romero Jucá O senador por Roraima ganhou a confiança do presidente ao assumir a articulação do impeachment de Dilma (PT). Virou ministro do Planejamento, mas caiu após a Folha revelar áudio em que reclamava da Lava Jato. Em uma semana, em agosto, foi denunciado duas vezes pela PGR -uma na Operação Zelotes e outra na Lava Jato, sob suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro. É alvo de 14 inquéritos no STF, mas não é réu. Eliseu Padilha Braço direito de Michel Temer e homem forte do governo federal, o ministro-chefe da Casa Civil da Presidência. É avaliado como o aliado mais fiel do presidente, de uma "obediência quase cega". É apontado por delatores da Odebrecht como o autor dos pedidos de dinheiro para campanhas do PMDB. Alvo de dois inquéritos no Supremo. Foi denunciado com Temer na segunda ação apresentada por Janot. Tadeu Filippelli Ex-vice-governador do DF, foi assessor especial do gabinete pessoal de Michel Temer e fazia a interlocução com parlamentares e empresários. Atuava em articula-?ções sigilosas, como a sondagem de ministeriáveis. Foi preso em maio acusado de corrupção e lavagem de dinheiro e solto dias depois. Caso envolvia o estádio Mané Garrincha, em Brasília, e partiu de relatos da delação da Andrade Gutierrez. Rodrigo Rocha Loures Ponte de Temer com lobistas e investidores, era um dos homens de confiança do presidente desde 2008, quando se conheceram na Câmara. Era tão próximo que foi quem intermediou a conversa com Joesley Batista, em março. Filmado carregando uma mala de dinheiro da JBS, foi denunciado pela PGR sob a acusação de corrupção passiva. Foi denunciado ainda, em setembro, desta vez sob suspeita de organização criminosa. Eduardo Cunha Principal avalista da chegada de Temer ao Planalto. Apesar da relação de proximidade, o presidente sempre teve cautela pela personalidade explosiva do ex-depu-?tado. Ameaça Temer com sua delação, em negociação. É alvo de duas investigações no STF e foi denunciado pela PGR sob a acusação de organização criminosa. Nomeação como ministro foi questionada porque seria tentativa de blindagem. Moreira Franco Um dos principais estrategistas do governo, é responsável pelo Programa de Parceria de Investimentos (PPI). Participa de todas as decisões governamentais e costuma ser voz de peso nas escolhas de Temer. É alvo de duas investigações no STF e foi denunciado pela PGR sob a acusação de organização criminosa. Nomeação como ministro foi questionada porque seria tentativa de blindagem. Coronel Lima São próximos desde a década de 1980, quando o coronel assessorou Temer no governo de SP. A fazenda de Lima era usada pelo presidente em comícios. Ganhou contratos milionários com o governo federal nos últimos anos. Operação o vincula a Temer, por meio de obras na casa de filha do presidente. Delação da JBS diz que foi entregue a ele R$ 1 milhão, a pedido do presidente. Não é réu e ainda não é formalmente investigado. Henrique Eduardo Alves O ex-líder do PMDB da Câmara era responsável, segundo a Procuradoria-Geral da República, pela distribuição de cargos em estatais e ministérios. Em troca, a PGR diz que ele recebia propina. Ex-ministro do Turismo, Alves foi preso em junho sob suspeita de ter recebido R$ 7,1 milhões em propinas. Foi denunciado na Justiça este ano e no ano passado.

19/09/2017

Newsletter

Cadastre seu email para receber novidade por email.

Nome:

Email:

Fotos e Vídeos



Facebook

Home

Dia sem imposto em Salvador terá litro da gasolina a R$ 1,57

Postado dia 19 de Maio de 2017 às 11h51m

Os brasileiros precisam trabalhar 153 dias, em média, para pagar impostos. Entre os 30 países com a maior carga tributária do mundo, o Brasil é o que possui o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), segundo dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Neste sábado (20), o Posto Gameleira, da Petrobahia, na Avenida Suburbana, da início ao Feirão do Imposto vendendo gasolina a R$ 1,57. Dia sem imposto em Salvador provocou longas filas em outros anos (Foto: Almiro Lopes/Arquivo CORREIO) Serão vendidos 5 mil litros de gasolina sem a carga tributária de 56,09%. Ao todo, serão oferecidas 245 fichas de R$ 30 para carros, e 60 fichas de R$ 10 para motos. O posto Gameleira começará a vender às 7h, mas a procura para aproveitar o dia sem imposto deve provocar filas desde a madrugada. O Feirão do Imposto é uma oportunidade para que os cidadãos percebam o peso que os tributos têm nos produtos utilizados no dia a dia. Além de um stand montado no Shopping da Bahia, entre os dias 20 e 27, iniciativa vai permitir que consumidores adquiram produtos com descontos proporcionais à tributação que é aplicada sobre os produtos fornecidos por empresas participantes.
Para quem ainda tem esperança de um final de semana de sol, as previsões não são nada otimistas. O tempo não terá mudança na Bahia nos próximos dias, principalmente em relação às chuvas. Segundo informações do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), a massa de ar quente e seco segue enfraquecendo, o que favorece o aumento da nebulosidade e, consequentemente, das chuvas em grande parte do estado. Em Salvador e Região Metropolitana, os ventos úmidos que sopram do oceano influenciam o tempo nos próximos dias, o que deve manter o céu encoberto e chuvoso na maior parte do período. Mesmo assim, as temperaturas permanecem elevadas, com valores oscilando entre mínimas de 23°C e máximas de 31°C. As chances de ocorrência dessas chuvas serão maiores na faixa centro-leste, sobretudo nas regiões do Recôncavo, sul, nordeste, sudoeste e Chapada Diamantina.
Na conversa com o presidente Michel Temer (PMDB), o dono da JBS, Joesley Batista, relata que sempre se reunia com o baiano e então ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, para tratar de assuntos de interesse da gigante do setor de frigoríficos. De acordo com o site O Antagonista, em um trecho da delação premiada, o empresário relata que Geddel tinha preocupação constante com a possibilidade de Eduardo Cunha (PMDB), preso em outubro do ano passado, firmar acordo de delação na Lava Jato. Nas reuniões, narra Joesley Batista, Geddel questionava sempre sobre a situação do Lúcio Funaro. O peemedebista baiano sabia que o empresário era quem "provia o sustento de ambos" para garantir o silêncio. Geddel era explícito quanto ao temor de que ambos se tornassem colaboradores da Lava Jato. Em sua comunicação frequente, Geddel sempre perguntava a Joesley Batista: "E o passarinho? Está calmo?".

Temer fará pronunciamento nesta quinta, às 16h

Postado dia 18 de Maio de 2017 às 14h25m

O líder da maioria na Câmara, Lelo Coimbra (PMDB-ES), disse que o presidente Michel Temer fará um pronunciamento nesta quinta-feira às 16h, na tentativa de esclarecer as revelações feitas pelo GLOBO de ontem, de que o dono da JBS, Joesley Batista, o teria gravado negociando a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. Lelo Coimbra esteve com Temer na manhã de hoje e afirmou que o presidente espera ter acesso ao áudio dessa conversa, mas que decidiu falar, ainda que não tenha recebido o material.
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o cumprimento de 41 mandados de busca e apreensão e 8 de prisão preventiva nesta quinta-feira (18), na nova fase da Operação Lava Jato, informou a Procuradoria Geral da República (PGR), autora dos pedidos. Entre as medidas autorizadas, estão buscas em endereços residenciais e funcionais do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-RS), cujos gabinetes no Congresso foram ocupados nesta manhã por agentes da Polícia Federal. As diligências foram executadas no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão, Paraná e no Distrito Federal e estão ligados à delação dos donos do grupo J&S, Joesley e Wesley Batista. Foram apreendidos documentos, livros contábeis e fiscais, arquivos eletrônicos, aparelhos de telefone, valores e objetos, que poderão servir como provas em novas investigações. As medidas tramitam no STF por envolverem autoridades com foro privilegiado, como ministros e parlamentares. Nos pedidos enviados ao ministro Edson Fachin, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chamou a atenção para a continuidade dos crimes, entre altas autoridades do país, mesmo durante as investigações da Lava Jato. “Os elementos de prova revelam que alguns políticos continuam a utilizar a estrutura partidária e o cargo para cometerem crimes em prejuízo do Estado e da sociedade. Com o estabelecimento de tarefas definidas, o núcleo político da organização criminosa investigada na Operação Lava Jato promove interações diversas com agentes econômicos, com o objetivo de obter vantagens ilícitas, por meio da prática de crimes, sobretudo a corrupção”, afirmou Janot nos pedidos. Por meio de nota, a PGR informou que o procurador-geral manifestou “perplexidade”. “Isso demonstra que o esperado efeito depurador e dissuasório das investigações e da atuação do Poder Judiciário lamentavelmente não vem ocorrendo e a espiral de condutas reprováveis continua em marcha nos mesmos termos e com a mesma ou maior intensidade e desfaçatez”, disse.
O relator da reforma trabalhista nas comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e Assuntos Sociais (CAS) do Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), divulgou nota nesta quinta-feira (18) em que afirma que o calendário de análise da proposta está suspenso em razão da "crise institucional" que se instalou após a revelação de que o presidente Michel Temer foi gravado dando aval para a compra de silência ao ex-deputado Eduardo Cunha. Pela previsão de governistas, a análise da proposta pelo Senado seria concluída até o dia 15 de junho, mas as denúncias que envolvem Temer devem atrasar esse andamento. Entre outros pontos, a reforma estabelece regras para que acordos entre empresários e representantes dos trabalhadores passem a ter força de lei, o chamado "negociado sobre o legislado". O tema é uma das prioridades do governo Temer para o ano de 2017. Parlamentares da oposição já falavam em paralisar a análise da medida, assim como, a votação da reforma previdenciária, que está em análise na Câmara. Na nota, Ferraço chamou disse que a crise institucional é "devastadora" e que os parlamentares devem priorizar a solução do problema antes de dar continuidade à análise da reforma trabalhista. "Na condição de relator do projeto, anuncio que o calendário de discussões anunciado está suspenso. Não há como desconhecer um tema complexo como o trazido pela crise institucional. Todo o resto agora é secundário”, afirma o senador tucano na nota.
Salvador Em assembleia, rodoviários decidem greve em Salvador a partir de 0h de terça (23) Negociações continuam nesta sexta-feira (19) para tentar evitar o movimento grevista na capital baiana Redação Correio 24h 18/05/2017 às 11h42 A população de Salvador ficará sem ônibus a partir da 0h da próxima terça-feira (23). A informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira (18) pelo diretor de imprensa do sindicato dos rodoviários da Bahia, Daniel Mota. "A decisão foi tomada pelos rodoviários em assembleia. Decidimos que nenhum ônibus vai circular em Salvador a partir de 0h de terça-feira caso não haja uma mudança no posicionamento dos patrões.Se não houver acordo, a greve vai ser estendida para toda Bahia", afirmou Daniel destacando que o movimento em Salvador deixaria de colocar 13 mil rodoviários nas ruas. No estado, o sindicato representa 18 mil trabalhadores. Na última terça-feira (16) rodoviários atrasaram a saída dos ônibus em quatro garagens Foto: Mauro Akin Nassor/Arquivo Correio O número de trabalhadores que participou da assembleia que deliberou a greve não foi divulgado. Apesar da decisão da assembleia existe a possibilidade do movimento grevista não acontecer já que há duas novas reuniões da direção do sindicato nesta sexta (19). “Vamos ter amanhã reunião com o prefeito de Salvador e outra no Ministério do Trabalho e Emprego. Se tiver alguma mudança a greve pode ser suspensa", afirmou Mota. Na segunda-feira (22) os rodoviários fazem outra assembleia. "Se tiver avanço nas reuniões de sexta será para deliberar isso. Se não tiver será para ajustar as ações da greve", completa Mota. A categoria, que está em campanha salarial, reivindica 5% de aumento real, tíquete refeição de R$ 20, fim da dupla função de motorista - quando ele dirige e cobra passagem - e manutenção do cargo de cobrador em todas as linhas e horários. O CORREIO procurou representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Salvador (Setps) , mas até o momento da publicação desta matéria ninguém foi localizado. Atraso nas saídas Na última terça-feira (16) os motoristas das garagens de ônibus Plataforma G1, OT Trans G1, CSN Iguatemi e uma da Stec ficaram quatro horas parados. Por conta da parada dos veículos - a maioria que circulava por linhas que saem do Subúrbio - o dia começou com transtornos para os soteropolitanos.
O presidente Michel Temer cancelou sua agenda oficial para esta quinta-feira (18). Segundo a assessoria do Planalto, não houve cancelamento, mas, sim, "alteração" -- o presidente se dedicará a "despachos internos" em vez de manter reuniões durante todo o dia com parlamentares. De acordo com o Uol, assessores próximos ao presidente se reuniram para avaliar se Temer fará pronunciamento em rede nacional defendendo-se das acusações de que teria dado aval para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. Temer tentou manter a normalidade dos trabalhos no gabinete. Chegou antes das 8h no Palácio do Planalto e cumpriu o primeiro compromisso político com a bancada do Acre no Congresso.

Vacinação contra gripe terá dia D no próximo sábado

Postado dia 17 de Maio de 2017 às 13h25m

O próximo sábado (20) vai ser o dia D de vacinação contra o vírus influenza. O objetivo é imunizar pelo menos 90% das 673 mil pessoas que integram o público alvo da estratégia. A ação está sendo promovida pela Secretaria Municipal da Saúde de Salvador (SMS). As vacinas vão estar disponíveis em postos distribuídos pela cidade, entre fixos e volantes. Além das unidades de saúde, a vacinação será realizada em locais estratégicos como shoppings, supermercados, escolas, creches, associações, igrejas, terminal rodoviário e estações de transbordo das 8h às 17h. A campanha começou no dia 18 de abril imunizou apenas 37,3% da população. A estratégia de vacinação está prevista para terminar no dia 26 de maio. Devem ser vacinados idosos a partir de 60 anos, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, mulheres que deram a luz (até 45 dias após o parto), professores, os trabalhadores da saúde, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Em Salvador, já foram registrados 73 casos de gripe em 2017, desses 10 evoluíram para forma mais grave da doença. Nenhuma morte foi registrada.

Estudantes baianos vencem competição internacional de robótica

Postado dia 17 de Maio de 2017 às 12h45m

A Bahia saiu na frente e conquistou o primeiro lugar na 4ª edição do Prêmio Laureate de Excelência em Engenharia Robótica. Com um protótipo inspirado no robô Curiosity lançado a Marte pela NASA em 2012, os estudantes Brunno Brito, Jander Pereira, Lucas Leite e Maurício Rodeiro, dos cursos de Engenharia Mecânica e Mecatrônica da UNIFACS desbancaram equipes da Espanha, México, Malásia, Turquia e outro grupo de brasileiros do Rio Grande do Sul, com o robô Amazon-e, levando para casa o prêmio de US$ 10 mil. (Reprodução: Felipe Caixeta) (Reprodução: Felipe Caixeta) O desafio proposto pelo evento consistia em criar um robô capaz de atuar na limpeza de parques, recolhendo lixo e selecionando resíduos sólidos recicláveis. Para isso foram necessário seis meses de pura dedicação da equipe de baianos com pesquisas, desenvolvimento, testes e ajustes para conseguir o produto final, Amazon-e, que teve seu nome inspirado no robô Wall-e e faz referências à Amazônia, destaque na competição. Para se ter uma ideia, o protótipo desenvolvido pelos baianos possui motores individuais em cada uma das suas seis rodas que facilita na locomoção, comunicação por wi-fi e rádio, além de sensores parecido com os de carros autônomos que permite que o Amazon-e desvie dos obstáculos.

Histórico de Conteúdo

Enquete

Você é a favor da Redução da Maioridade Penal para 16 anos?

Resultado

©2013 Elite Estratégias Políticas - Todos os direitos reservados