Salvador, 18 de Novembro de 2017 - Tel: (71) 2104-1959

Saiba quem são os homens de confiança de Temer que estão sob suspeita

O presidente Michel Temer (PMDB) mantém ao seu lado homens que também estão sob suspeita. Entre eles, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o senador Romero Jucá. A lista foi feita pela coluna Poder, da Folha. Confira abaixo: Lúcio Funaro Apontado como operador do PMDB da Câmara dos Deputados e principalmente do ex-deputado Eduardo Cunha. Após meses de negociação, fechou em agosto sua delação premiada, já homologada pelo STF. Seus relatos foram utilizados na segunda denúncia da PGR contra Temer. É réu em um processo. José Yunes Amigo do presidente, o advogado é um dos seus principais conselheiros políticos. Foi alçado a assessor especial no início do governo, mas pediu demissão após ter seu nome citado por delatores da empreiteira Odebrecht. Foi citado no relatório sobre o "quadrilhão", após ser apontado por delatores como ponte para o recebimento de dinheiro da Odebrecht para o PMDB. É alvo de uma investigação, mas não é réu. Geddel Vieira Lima Alvo de duas investigações, foi o principal articulador do presidente no Congresso no primeiro ano da gestão Temer. Como ministro da Secretaria de Governo, tinha carta branca para negociar cargos e emendas. Preso sob a suspeita de tentar atrapalhar investigações, migrou em julho para prisão domiciliar, mas foi preso de novo após a apreensão de R$ 51 milhões em um apartamento atribuído a ele. Romero Jucá O senador por Roraima ganhou a confiança do presidente ao assumir a articulação do impeachment de Dilma (PT). Virou ministro do Planejamento, mas caiu após a Folha revelar áudio em que reclamava da Lava Jato. Em uma semana, em agosto, foi denunciado duas vezes pela PGR -uma na Operação Zelotes e outra na Lava Jato, sob suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro. É alvo de 14 inquéritos no STF, mas não é réu. Eliseu Padilha Braço direito de Michel Temer e homem forte do governo federal, o ministro-chefe da Casa Civil da Presidência. É avaliado como o aliado mais fiel do presidente, de uma "obediência quase cega". É apontado por delatores da Odebrecht como o autor dos pedidos de dinheiro para campanhas do PMDB. Alvo de dois inquéritos no Supremo. Foi denunciado com Temer na segunda ação apresentada por Janot. Tadeu Filippelli Ex-vice-governador do DF, foi assessor especial do gabinete pessoal de Michel Temer e fazia a interlocução com parlamentares e empresários. Atuava em articula-?ções sigilosas, como a sondagem de ministeriáveis. Foi preso em maio acusado de corrupção e lavagem de dinheiro e solto dias depois. Caso envolvia o estádio Mané Garrincha, em Brasília, e partiu de relatos da delação da Andrade Gutierrez. Rodrigo Rocha Loures Ponte de Temer com lobistas e investidores, era um dos homens de confiança do presidente desde 2008, quando se conheceram na Câmara. Era tão próximo que foi quem intermediou a conversa com Joesley Batista, em março. Filmado carregando uma mala de dinheiro da JBS, foi denunciado pela PGR sob a acusação de corrupção passiva. Foi denunciado ainda, em setembro, desta vez sob suspeita de organização criminosa. Eduardo Cunha Principal avalista da chegada de Temer ao Planalto. Apesar da relação de proximidade, o presidente sempre teve cautela pela personalidade explosiva do ex-depu-?tado. Ameaça Temer com sua delação, em negociação. É alvo de duas investigações no STF e foi denunciado pela PGR sob a acusação de organização criminosa. Nomeação como ministro foi questionada porque seria tentativa de blindagem. Moreira Franco Um dos principais estrategistas do governo, é responsável pelo Programa de Parceria de Investimentos (PPI). Participa de todas as decisões governamentais e costuma ser voz de peso nas escolhas de Temer. É alvo de duas investigações no STF e foi denunciado pela PGR sob a acusação de organização criminosa. Nomeação como ministro foi questionada porque seria tentativa de blindagem. Coronel Lima São próximos desde a década de 1980, quando o coronel assessorou Temer no governo de SP. A fazenda de Lima era usada pelo presidente em comícios. Ganhou contratos milionários com o governo federal nos últimos anos. Operação o vincula a Temer, por meio de obras na casa de filha do presidente. Delação da JBS diz que foi entregue a ele R$ 1 milhão, a pedido do presidente. Não é réu e ainda não é formalmente investigado. Henrique Eduardo Alves O ex-líder do PMDB da Câmara era responsável, segundo a Procuradoria-Geral da República, pela distribuição de cargos em estatais e ministérios. Em troca, a PGR diz que ele recebia propina. Ex-ministro do Turismo, Alves foi preso em junho sob suspeita de ter recebido R$ 7,1 milhões em propinas. Foi denunciado na Justiça este ano e no ano passado.

19/09/2017

Em Nova York, Temer abre nesta terça debate da Assembleia Geral da ONU

O presidente Michel Temer faz, nesta terça-feira (19), em Nova York, o discurso de abertura da 72ª Assembleia Geral das Nações Unidas. Tradicionalmente, a fala inaugural do debate geral entre os chefes de Estado e de governo cabe ao presidente do Brasil. Conforme a agenda divulgada pela assessoria do Palácio do Planalto, a abertura dos debates está prevista para as 10h (hora de Brasília). Ao chegar à sede das Nações Unidas, Temer conversará com o secretário-geral da ONU, o português António Guterres. Temer é o primeiro chefe de Estado a discursar. Antes da fala do presidente do Brasil devem se pronunciar Guterres e o presidente da Assembleia Geral, o eslovaco Miroslav Lajcák. Temer seguiu com sua comitiva para os Estados Unidos na manhã de segunda, depois de empossar a nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Já em Nova York, no mesmo dia ele participou de um jantar oferecido pelo presidente norte-americano Donald Trump. 2ª vez na ONU Essa é a segunda vez que Temer participa da Assembleia Geral da ONU como presidente do Brasil. Em setembro do ano passado, ele estreou no encontro logo após o desfecho do processo de impeachment que afastou Dilma Rousseff da Presidência da República. Em seu discurso, o peemedebista afirmou que o impeachment "transcorreu dentro do mais absoluto respeito à ordem constitucional". Desta vez, Temer abre os debates da assembleia menos de uma semana depois de ter sido denunciado novamente pelo, agora, ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Em artigo publicado na segunda (18) no jornal "O Globo", Temer afirmou que levará “boas notícias ao plenário da ONU”, entre as quais, dados para o último ano que indicam queda superior a 20% no desmatamento da Amazônia. O discurso de Temer, segundo apurou o G1, deve abordar temas como paz, direitos humanos, respeito à democracia e desenvolvimento sustentável. Parcerias comerciais também tendem a ser defendidas pelo presidente, que pretende aproveitar a oportunidade para destacar a retomada da economia do Brasil.

19/09/2017

Newsletter

Cadastre seu email para receber novidade por email.

Nome:

Email:

Fotos e Vídeos



Facebook

Home

Começa hoje Feirão da Casa Própria em Salvador e RMS

Postado dia 26 de Maio de 2017 às 06h45m

O Feirão Caixa da Casa Própria começa hoje vai até 25 de junho em 14 cidades. No evento, considerado o maior do ramo imobiliário no país, 228 mil imóveis novos e usados serão ofertados em todas as modalidades e linhas de crédito habitacional da Caixa Econômica Federal. O feirão será realizado em dois fins de semana, entre os dias 26 e 28 de maio e 23 e 25 de junho. No primeiro fim de semana, o evento ocorrerá nas cidades de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Campinas (SP), Belém, Florianópolis, Porto Alegre, Belo Horizonte, do Recife, de Salvador, Goiânia e Uberlândia (MG). A feira contará neste ano com 548 construtoras, 261 correspondentes imobiliários e 185 imobiliárias. Para requerer o crédito da casa própria, o interessado deve levar documento de identidade, CPF, comprovante de renda e residência atualizados. Ao todo, serão 17 mil imóveis novos e usados em Salvador e Região Metropolitana ofertados aos consumidores, destes 75% são novos e 25% usados, com valores que vão de R$ 100 a R$ 800 mil, em média. Parte dos empreendimentos, pode ser financiada pelo programa Minha Casa Minha Vida, que permite um crédito de até R$ 300 mil. A instituição irá dispor também de outras linhas de crédito, como a Pró-Cotista com imóveis de até R$ 800 mil.

OAB entrega à Câmara pedido de impeachment de Temer

Postado dia 25 de Maio de 2017 às 14h06m

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entregou na tarde desta quinta-feira (25) à Câmara dos Deputados o pedido de impeachment do presidente Michel Temer. A entidade também pediu que Temer fique inabilitado de exercer cargo público por oito anos. A Presidência da República não quis comentar o assunto. LEIA A ÍNTEGRA DO PEDIDO A entidade usa como base a delação premiada de executivos da J&F para argumentar que o presidente cometeu crime de responsabilidade e violou o decoro do cargo de presidente. Com base no que foi informado pelos empresários, o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, autorizou a abertura de inquérito para investigar Temer. O presidente já negou, em notas e em pronunciamentos à imprensa, ter cometido irregularidades, diz que não praticou crime e que não atuou para beneficiar a JBS junto ao governo. Principais pontos do pedido da OAB O documento diz que considera as gravações feitas por Joesley Batista, dono da JBS, mas não se pauta apenas por elas. Também leva em conta depoimentos que estão no inquérito e declarações de Temer. Aponta crimes de responsabilidade em duas condutas do presidente da República. A 1ª conduta trata do encontro de Temer com Joesley sem divulgação em agenda oficial. Isso fere o Código de Conduta Ética de Agentes Públicos. Nessa reunião, o presidente pode ter cometido outra infração: a promessa de favorecimento da JBS na nomeação de um presidente de seu interesse no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Outro trecho da conversa gravada indica que Temer agiu de modo incompatível com o cargo ao dizer que, quando Joesley quisesse falar com ele, poderia procurar Rodrigo Rocha Loures, o deputado que foi filmado recebendo R$ 500 mil da JBS. A 2ª conduta trata da parte da reunião em que Joesley relata ao presidente ter "dado conta" de um juiz e um juiz substituto, além de tentar trocar o procurador que cuida das investigações relacionadas à JBS. Para a OAB, o presidente feriu a Constituição ao não reportar às autoridades o relato do empresário. O documento pede julgamento para perda de mandato e inabilitação para exercer cargo público por oito anos.

Temer revoga decreto que autorizou Forças Armadas na Esplanada

Postado dia 25 de Maio de 2017 às 10h44m

O presidente Michel Temer revogou nesta quinta-feira (25), por meio de uma edição extraordinária do "Diário Oficial da União", o decreto que autorizou o uso de tropas das Forças Armadas na Esplanada dos Ministérios. No decreto que revogou o ato anterior, o presidente afirma que, "considerando a cessação dos atos de depredação e violência e o consequente restabelecimento da Lei e da Ordem no Distrito Federal, em especial na Esplanada dos Ministérios", ele decidiu retirar os militares das ruas de Brasília. O decreto publicado nesta quinta-feira tem apenas dois artigos: Art. 1º Fica revogado o Decreto de 24 de maio de 2017, que autoriza o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem no Distrito Federal; Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 25 de maio de 2017; 196º da Independência e 129º da República. Protesto contra governo espalha destruição em Brasília e Temer chama Forças Armadas Protesto contra governo espalha destruição em Brasília e Temer chama Forças Armadas A decisão se deu menos de 24 horas após a assinatura do decreto que determinou o envio de tropas das Forças Armadas para o Distrito Federal. Na manhã desta quinta, Temer se reuniu, no Palácio do Planalto, com ministros de seu núcleo político e de defesa para avaliar a eventual saída dos militares da Esplanada.
Olhar para trás, lembrar de tudo que já foi feito e repetir. Para buscar a terceira taça da Copa do Nordeste nesta quarta-feira (24), às 21h45, na Fonte Nova, contra o Sport, são diversos exemplos e espelhos a serem seguidos pelo Bahia. Seja a lembrança da conquista de 2001, sobre o mesmo adversário, seja confiando na campanha dentro de casa, onde venceu todos os jogos na competição ou até mesmo buscando inspiração nos personagens de um dos maiores títulos da história do clube. Tudo é válido nessa hora. Guto relacionou 24 jogadores para a decisão desta quarta-feira (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia) “Ronaldo Passos ou Sidmar, Tarantini ou Zanata... Claudir ou Pereira são minhas dúvidas, tá? João Marcelo e Paulo Robson; Paulo Rodrigues, Gil Sergipano e Bobô; Zé Carlos, Charles e Marquinhos. É o que posso fazer para o momento. Inclusive a energia desses caras presentes em cada um dos que vão entrar. Muito bom fazer uma brincadeira, que é de respeito a esse grupo fantástico. Que eles nos iluminem amanhã”, brincou o treinador Guto Ferreira, ao lembrar dos jogadores do título brasileiro de 1988, quando perguntado sobre a equipe do Bahia que entrará em campo. O empate sem gols é suficiente para que o tricolor conquiste o tricampeonato, mas Guto acredita que a equipe não pode deixar de atacar a equipe pernambucana, ainda mais jogando em casa, onde venceu todos os cinco jogos que fez na Copa do Nordeste. Veja mais Bahia coloca mais 3,1 mil ingressos à venda para final da Copa do Nordeste Final da Copa do Nordeste terá ônibus extras e mudanças no trânsito Saiba como chegam Bahia e Sport para a decisão da Copa do Nordeste “O jogo não será fácil, mas temos certeza que, se repetirmos os jogos que fizemos e com o apoio do torcedor, temos muitas chances. Com respeito, entrega grande e qualidade. Vamos ter que ter uma defesa perfeita. O que é uma defesa perfeita? Uma defesa que não toma gols. Não tomando, somos campeões. Temos que ter um bom trabalho defensivo, mas não podemos deixar de buscar os gols”, ressaltou o comandante do Esquadrão, confiante. A atuação no segundo jogo da semifinal contra o Vitória e toda a sinergia entre o time e a torcida, são situações que, para o técnico tricolor, precisam ser repetidas ou até mesmo melhoradas na partida diante do Leão da Ilha. “Total. Aquele jogo foi emblemático e queira ou não queira, é uma receita. Mas cada jogo é um jogo. Cabe a nós repetir e melhorar”. E se aquele jogo está sendo usado como referência, Guto Ferreira terá a possibilidade de repetir a mesma escalação dos 2x0 sobre o rival. Na ocasião, a equipe atuou com Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Edson, Renê Júnior e Régis; Allione, Zé Rafael e Edigar Junio. Essa, inclusive, é de fato a equipe que deve enfrentar o Sport. Suspensos no jogo de ida, Armero, Edson e Régis retornam. Lucas Fonseca, que ficou fora do confronto contra o Vasco, pela Série A, também retorna ao time titular. Ao todo, 24 jogadores foram relacionados, o que significa que 12 estarão no banco de reservas. Até o atacante João Paulo, que estava afastado por causa de uma lesão no pé, está concentrado com o restante do grupo. “Você faz todos se sentirem importantes. A medida que você faz todos se sentirem importantes, os destaques acabam prevalecendo, o grupo se apoia e a tendência é de conseguir resultados importantes”, finalizou Guto. A cereja do bolo Caso confirme o título da Copa do Nordeste, vale lembrar que o Bahia garante classificação direta nas oitavas de final da Copa do Brasil do ano que vem, o que beneficia o clube também na diminuição do calendário de partidas. O tricolor entraria no torneio nacional com os representantes do país na Libertadores da América, assim como aconteceu neste ano.
A Justiça do Distrito Federal determinou, nesta terça-feira (23), o bloqueio de até R$ 26 milhões dos ex-governadores José Roberto Arruda e Agnelo Queiroz e do ex-vice-governador Tadeu Filippelli, atual assessor do presidente Michel Temer. Os três também são alvos de mandados de prisão temporária por, supostamente, integrarem um esquema de corrupção que superfaturou obras do estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, em troca de propina. Para Arruda e Agnelo o bloqueio de bens é de até 10 milhões, cada um. De Filippelli foi determinado o bloqueio de até R$ 6 milhões. Às 11h55 desta terça, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República informou que Filipelli será exonerado. Ele foi nomeado em 22 de setembro de 2016, ficando portanto exatos 8 meses no cargo. Além dos de arruda, Agnelo e Filipelli, outras sete pessoas tiveram o pedido de bloquear bens, feito pelo Ministério Público Federal, atendido pelo Judiário. O montante total das dez pessoas chega a R$ 50 milhões. A construtora Via Engenharia, que participou de todo o processo licitatório no consórcio com a Andrade Gutierrez também foi alvo de bloqueio de bens. Por determinação da 10ª Vara Federal, o valor é de até R$ 100 milhões. Segundo sentença do juiz da 10ª Vara Federal Vallisney de Souza Oliveira, o acordo entre as empresas garantiu a execução dos crimes denunciados: "fraude à licitação, lavagem de dinheiro, corrupção, peculato e associação criminosa". Três acusados de terem participado do esquema, no entanto, tiveram o pedido de indisponibilidade de bens indeferidos. Segundo o juiz, a situação dos advogados José Wellington Medeiros de Araújo e Luiz Carlos Barreto de Oliveira Alcoforado, bem como do empresário Alberto Nolli Teixeira, sócio da Via Engenharia, "que sofrerão somente busca e apreensão, pelo menos até o presente momento, é diferente daqueles a quem se requer também prisão temporária". Polícia Federal do DF cumpre mandados de prisão temporária contra dois ex-governadores do DF (Foto: Beatriz Pataro/G1 ) Polícia Federal do DF cumpre mandados de prisão temporária contra dois ex-governadores do DF (Foto: Beatriz Pataro/G1 ) Polícia Federal do DF cumpre mandados de prisão temporária contra dois ex-governadores do DF (Foto: Beatriz Pataro/G1 ) Os mandados de prisão contra os políticos e outros seis acusados de envolvimento no esquema começaram a ser cumpridos pela Polícia Federal por volta das 7h desta terça-feira.
Um grupo de empresários chineses chegou em Salvador, na manhã desta terça-feira (23) e estão, desde às 9h30, em reunião com o secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas Boas. Fontes do BNews revelam que entre os principais pontos da reunião está o interesse dos chineses na compra do Hospital Espanhol, que fechou as portas em 2014 após decretar falência. Ainda conforme as fontes do site, este grupo pode apresentar uma proposta ainda hoje para arrematar o hospital, cuja dívida pode ultrapassar os R$ 500 milhões. Com isso, eles entram na disputa junto com o Instituto de Gestão e Humanização da Bahia (IGH), que apresentou uma proposta a ser aberta no póximo dia 31. Caso a Justiça não aceite a proposta, o Hospital irá à leilão no dia 7 de junho. O valor mínimo da proposta em primeiro momento será o valor da dívida, conforme o TRT. IGH é uma instituição de Utilidade Pública Municipal, qualificada como Organização Social de Saúde (OSS) do Estado da Bahia e do Estado de Goiás, 100% SUS. O IGH tem sede e foro na cidade de Salvador, podendo ter atuação em todo o território nacional. Caixa Preta Enquanto cerca de 1.3 mil pacientes aguardam, diariamente, na fila da regulação e outros tantos lotam as emergências por falta de vagas, Salvador está há pouco mais de oito meses com um déficit que ultrapassa os 270 leitos. Isso porque um dos maiores hospitais da capital baiana fechou as portas após uma crise oriunda de má administração, cujo resultado foram demissões, transferência de pacientes e abandono dos prédios e equipamentos que prestavam serviço à saúde pública e particular na Bahia. Há uma investigação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Ministério Público da Bahia (MP) que gira em torno de um empréstimo no valor de R$ 53 milhões feito pela Desenbahia em 2013, época da crise do hospital. Em 2014, uma reunião entre o Sindicato dos Médicos (Sindmed), representantes do Hospital e do Governo tentou salvar a instituição. Na sede do Ministério Público da Bahia (MP), no CAB, os ânimos foram de acusações sobre de quem é a culpa pela maior crise na saúde pública já vista no Estado.
O deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB) entregou a mala com R$ 500 mil na sede da Polícia Federal de São Paulo, na noite desta segunda-feira (22), segundo informou a GloboNews. Não há a confirmação se ele entregou a mala pessoalmente ou se foi um assessor ou a defesa. Loures foi filmado recebendo a mala de dinheiro em restaurante nos Jardins, na capital paulista, e é apontado como intermediário do presidente Michel Temer para assuntos do grupo J&F com o governo. Segundo investigação, o presidente Michel Temer indicou Rocha Loures para resolver uma disputa relativa ao preço do gás fornecido pela Petrobras à termelétrica do grupo JBS. Joesley Batista, dono da JBS, marcou um encontro com Rocha Loures em Brasília e contou sobre sua demanda no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Pelo serviço, Joesley ofereceu propina de 5%, e o deputado deu o aval. O deputado afastado foi filmado pela PF recebendo uma bolsa com R$ 500 mil enviados por Joesley, após combinar pagamento semanal no mesmo valor pelo período de 20 anos. Conforme o relatório, o valor semanal poderia chegar a R$ 1 milhão se o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), valor fixado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em R$/MWh , para a comercialização da energia, ultrapassasse R$ 400. Loures teria telefonado para o presidente interino do Cade, Gilvandro Araújo, para interceder pelo grupo. O Cade informou, em nota, que a área técnica da Superintendência Geral recomendou a instauração, inicialmente, de Procedimento Preparatório e, posteriormente, de Inquérito Administrativo, procedimentos padrão para apurar denúncias anticoncorrenciais. A entrega de R$ 500 mil para Rocha Loures, feita por Ricardo Saud, diretor da JBS, ocorreu em São Paulo. Depois de passar por três endereços em um mesmo encontro (um café em um shopping, um restaurante e uma pizzaria), Loures deixa a pizzaria levando uma mala preta com o dinheiro. Conversas entre Loures e Ricardo Saud, diretor da JBS, revelam qual era o entendimento do parlamentar sobre o impacto das denúncias e das investigações no STF contra ministros do governo Michel Temer. Em uma das conversas, o deputado concorda em apresentar uma prévia do relatório da Medida Provisória do Refis, que ainda não era público, para o diretor da JBS. Na conversa, os dois falam sobre esconder o que a JBS queria no texto incluindo os pontos como sugestão da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC).
O presidente americano, Donald Trump, chegou nesta terça-feira (23) a Belém, na Cisjordânia ocupada, para uma reunião com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, em uma tentativa de retomar os esforços de paz entre israelenses e palestinos. Trump foi recebido por Abbas no palácio presidencial de Belém, a apenas 20 minutos de Jerusalém, mas atrás do polêmico muro de separação construído por Israel. Na cerimônia de boas-vindas foram tocados os hinos americano e palestino, segundo a France Presse. O presidente palestino saudou Trump nas proximidades do palácio presidencial e os dois caminharam por um tapete vermelho. Na segunda-feira (22), Trump se reuniu com o presidente israelense, Rueben Rivlin, e com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em Jerusalém. Ele visitou o Santo Sepulcro (local onde Jesus foi sepultado de acordo com a tradição cristã) e se tornou o primeiro presidente americano em exercício a visitar o Muro das Lamentações, local sagrado para os judeus. A visita de Trump a Israel e aos territórios palestinos é parte de sua primeira viagem ao exterior como presidente. A primeira etapa aconteceu na Arábia Saudita, onde o presidente americano fez um apelo aos países árabes para que enfrentem o extremismo e anunciou acordos de cooperação militar com os sauditas avaliados em US$ 110 bilhões. Trump afirmou que deseja restabelecer os esforços pela paz entre israelenses e palestinos, mas não divulgou os detalhes de como espera fazer isto. "Ouvi que é um dos acordos mais complicados, mas tenho a sensação de que vamos chegar ao final, espero", declarou Trump na segunda-feira à noite. Ao chegar a Israel, trump afirmou que a região está diante de uma "rara oportunidade" de promover a paz. "Temos diante de nós uma rara oportunidade de trazer segurança, estabilidade e paz a esta região. Mas só poderemos chegar lá trabalhando juntos. Não há outro caminho. Eu vim a esta terra sagrada e antiga para reafirmar o vínculo inquebrável entre Estados Unidos e o Estado de Israel", declarou. Nesta terça-feira, Trump retornará a Jerusalém para visitar o monumento da História do Holocausto Yad Vashem e para discursar no Museu de Israel. Ao final da visita de dois dias, o presidente americano viajará para a Europa, ainda de acordo com a France Presse.

Rodoviários aceitam proposta de 5% e greve é descartada

Postado dia 22 de Maio de 2017 às 16h25m

Após reunião na tarde desta segunda-feira (22), os rodoviários aceitaram a proposta do Ministério Público do Trabalho (MPT), que fez o intermédio nas negociações com os empresários. A categoria conseguiu a readmissão se sete rodoviários demitidos, congelamento do valor do Plano de Saúde, aumento do seguro de vida em 5%, manutenção dos cobradores, 5% no salário e na alimentação. Desta forma, a greve que estava marcada para esta terça-feira (23) não vai ocorrer e os ônibus irão circular normalmente. O prefeito ACM Neto agradeceu ao empenho do rodoviários e empresários nas negociações pelo reajuste salarial da categoria, que tiveram desfecho positivo na tarde de hoje (22), com a greve cancelada. O prefeito havia se reunido com o Sindicato dos Rodoviários nesta manhã, no Palácio Thomé de Souza, quando ouviu um apelo dos trabalhadores para que agisse como intermediador do processo. Após esse encontro, ACM Neto telefonou aos representantes do Setps, o sindicato patronal, que, então, decidiu aumentar de 3% para 4% a proposta de reajuste. "O bom senso prevaleceu. Os rodoviários entenderam que o país enfrenta dificuldades econômicas e os empresários, por sua vez, também cederam diante do apelo por melhorias aos trabalhadores. Quem ganhou com isso foi a cidade, pois evitamos uma greve que iria trazer ainda mais prejuízos aos soteropolitanos num momento em que Salvador não pode parar. Ficamos felizes em ter, mais uma vez, intermediado o acordo", afirmou o prefeito. ACM Neto deu garantias aos rodoviários de que não haveria demissão de cobradores. Ele assegurou ainda a manutenção da gratificação para os próximos carnavais, uma novidade que começou na primeira administração do atual prefeito.
Presidente admitiu ter o 'hábito' de realizar encontros fora da agenda oficial e assumiu ter sido 'ingênuo' ao receber Joesley tarde da noite no Jaburu Michel Temer disse ter sido ingênuo ao receber Joesley em um horário alternativo e negou saber que ele era investigado Reprodução Michel Temer disse ter sido ingênuo ao receber Joesley em um horário alternativo e negou saber que ele era investigado Embora não deva realizar encontros institucionais fora da agenda como presidente da República, Michel Temer (PMDB) tem o "hábito" de receber visitas em horários alternativos, sem registrá-las na sua agenda oficial . Isso é o que o presidente assumiu em entrevista publicada nesta segunda-feira (22) pelo jornal Folha de S.Paulo . Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-05-22/michel-temer-ingenuo.html

Histórico de Conteúdo

Enquete

Você é a favor da Redução da Maioridade Penal para 16 anos?

Resultado

©2013 Elite Estratégias Políticas - Todos os direitos reservados